Notícias Jogos
Uruguai

Suárez relembra mordida na Copa e punição: "não me trataram como gente"

17:41 BRT 28/11/2022
Luis Suarez Chiellini Italy Uruguay World Cup 2014
Na ocasião, o zagueiro italiano chegou a ressaltar que a punição sofrida por Suárez pela mordida tinha sido "muito severa"

Ainda um dos principais jogadores do Uruguai na Copa do Mundo de 2022, Luis Suárez relembrou em 2019 o que foi, segundo ele, o pior momento da carreira como atleta profissional. Em entrevista à Fox Rádio, o atacante contou os momentos difíceis que passou após a mordida no zagueiro italiano Chiellini, na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

“A forma como me trataram e a forma como se comunicaram comigo de me proibirem de entrar em um estádio, de me proibir de ver a seleção. Se já o que for, me proibiram de ver... Não foi humano o que fizeram comigo”.

Naquela ocasião, o lance crucial de Suárez em Chiellini rendeu punições severas ao uruguaio , que foi suspenso pela Fifa por nove jogo e banido de qualquer atividade ligada ao futebol por quatro meses.

Sem poder treinar, o atacante relembra que a punição o prejudicou no mercado de transferência: “Eu chorei. Eu chorei por uma coisa e por outra. Nessa época vários clubes me queriam. Depois do mundial do Brasil achei que minha carreira tinha acabado. Eu não poderia crer”.

Na época já jogador do Barcelona, Luis Suárez fez questão de agradecer ao apoio do time espanhol, que o manteve no elenco: “Sempre vou agradecer ao Barcelona que sempre confiou em mim. Mas eu também tinha quer ser consciente que era a hora de ser forte. Que passar por momentos difíceis faz parte da carreira esportiva”, afirmou Suárez, que deixou os catalães em 2020.