Notícias Jogos
Chelsea

Quem foi Gianluca Vialli, italiano ídolo de Sampdoria, Juventus e Chelsea que morreu após lidar com câncer?

10:07 BRT 06/01/2023
Gianluca-Vialli
O ex-jogador chegou a se curar da doença, mas ela voltou a se manifestar em 2021

O futebol sofreu mais uma perda. O ex-jogador e treinador Gianluca Vialli morreu aos 58 anos, em decorrência de um câncer no pâncreas. Dentro de campo, o atacante defendeu clubes como Sampdoria, Chelsea e Juventus, além da seleção italiana, e pelos Blues fez seu maior trabalho como treinador.

"Com uma imensurável tristeza, nós anunciamos a morte de Gianluca Vialli. Ele faleceu cercado pela sua família após cinco anos de doença, que foi enfrentada com coragem e dignidade. Agradecemos as tantas pessoas que o apoiaram nestes últimos anos com afeto. A sua memória e exemplo viverão para sempre em nossos corações", informou um comunicado divulgado por sua família.

Revelado pelo Cremonese, clube da cidade em que nasceu, Vialli se destacou na campanha que levou o time à Serie B italiana. Seu bom desempenho o levou à Sampdoria, onde passou a maior parte de sua carreira como atacante, entre 1984 e 1992. Neste período, fez parte de uma geração histórica, que venceu títulos como o da Serie A em 1990-91, três Copas da Itália, uma Supercopa Italiana e uma Recopa Europeia, além do vice-campeonato europeu em 1992.

A Juventus, em 1992, desembolsou a quantia recorde de £12,5 milhões para contratar Vialli, que voltou a conquistar grandes títulos. Na Velha Senhora, ganhou mais um Scudetto, mais uma Copa da Itália, mais uma Supercopa, além de uma Liga dos Campeões e uma Copa da Uefa.

Mais tarde, em 1996, depois de quatro temporadas na Juve, se transferiu ao Chelsea, onde teve sua única experiência fora da Itália como jogador. Na Inglaterra, foram mais três títulos antes de se aposentar do futebol: Recopa Europeia, Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa.

Com passagens pela seleção italiana, inclusive nas Copas do Mundo de 1986 e 1990, Vialli pendurou suas chuteiras em 1999, e passou a se dedicar a carreira de treinador, começando no próprio Chelsea. Já em 2000, levou os Blues ao título da FA Cup na última final disputada em Wembley, mas acabou demitido com apenas cinco jogos na temporada 2000-01. Depois, assumiu o comando do Watford por uma temporada antes de se dedicar aos cargos extra-campo.

Vialli seguiu trabalhando no futebol até dezembro, quando se licenciou do cargo na comissão técnica da seleção italiana para o tratamento do câncer. Ele lutava contra a doença desde 2017 e chegou a anunciar, em abril de 2020, que estava curado. No ano seguinte, porém, ela voltou a aparecer.