Notícias Jogos
Copa do Mundo

Quem é Roy Keane, lenda do Manchester United que criticou o Brasil?

20:20 BRT 05/12/2022
Roy Keane ITV 2020-21
Ex-atleta irlandês é comentarista na TV inglesa e já acabou com a carreira de jogador do pai de Haaland

Nem todo mundo gostou das comemorações dos gols brasileiros sobre os coreanos, pelas oitavas de final da Copa do Mundo do Qatar. O ex-jogador do Manchester United e da seleção irlandesa, Roy Keane - hoje comentarista televisivo - criticou as danças dos jogadores do Brasil ao anotarem os gols do triunfo sobre os asiáticos e destacou negativamente o envolvimento do técnico Tite nas celebrações.

"Eu não consigo acreditar no que vejo. Nunca vi tanta dança. Eu sei que tem o ponto da cultura, mas acho realmente desrespeitoso com o adversário. São quatro [gols] e eles fazem toda vez. A primeira dancinha ou seja lá o que façam, tudo bem. E então o técnico se envolve. Não fico feliz com isso. Não acho isso nada bom", disse Keane, no intervalo da partida.

Nesta segunda-feira (5), o Brasil goleou a Coreia do Sul por 4 a 2, o time garantiu vaga nas quartas de final e qual vai enfrentar a Croácia, que eliminou o Japão.

Quem é Roy Keane?

Roy Maurice Keane nasceu em 10/08/1971 e hoje tem 51 anos. Ele é uma das principais figuras do momento de maior glória do Manchester United, quando era, disparadamente, o principal time inglês, durante as décadas de 1990 e 2000.

Sua carreira como jogador começou em 1989, no Rockmount, da Irlanda. Ele passou pelo Cobh Ramblers até chegar ao Nottingham Forest, da Inglaterra, onde disputou 154 partidas. Em 1993, ele foi contratado pelo Manchester United e foi ali o lugar que mais brilhou.

No United ele jogou 480 partidas e é considerado até hoje um dos principais capitães da história do clube. Em 2006, ele se despediu do Old Trafford e jogou por seis meses no Celtic, da Escócia, até se aposentar.

No total, Keane conquistou 19 títulos na carreira, sendo 17 deles com o Manchester United. Dentre as honrarias, foram sete Premier League e uma Liga dos Campeões.

Keane x Haaland

Conhecido pelo seu estilo bruto de marcação e personalidade pouco amistosa, Roy Keane por muitas vezes levou a fama de ser desleal com seus colegas em campo, principalmente com adversários.

Um episódio em particular que o deixou marcado foi o de ser responsável por praticamente acabar com a carreira de Alf Ing Haaland, o pai de Erling Haaland.

Em 1997, quando Alf Haaland jogava pelo Leeds United, ele acusou Roy Keane de cair em campo para fingir lesão e ganhar tempo. Exames depois mostraram que Keane tinha rompido o ligamento do joelho, o que o afastou dos gramados por vários meses.

Quatro anos depois, Roy Keane "se vingou" da provocação de Alf durante um clássico de Manchester. Haaland, o pai, jogava no City e recebeu uma entrada violenta de Keane, com a sola da chuteira no joelho. O norueguês até continuou naquela partida, mas depois nunca mais conseguiu completar um jogo e se aposentou menos de dois anos depois.

"Eu sabia que aquilo provavelmente acabaria em um cartão. Esperei muito tempo. Bati nele com força. A bola estava lá, eu acho", escreveu Roy Keane em sua autobiografia.

Alf Haaland relacionou seu fim de carreira a este episódio com o irlandês.

"Se aquela entrada terminou minha carreira? Bem, eu nunca mais joguei uma partida inteira, não é? Parece uma grande coincidência, não acha? Talvez ele (Keane) tenha algo a ver com isso", disse 'Alfie' em entrevista da época de sua aposentadoria, em 2003.

Polêmico

Roy Keane, desde a época de jogador, conta com essa fama de ser "brigão" e polêmico em suas declarações sem papas na língua.

O ex-jogador Pique jogou por um período no Manchester United e revelou que sentia medo de Keane.

"Lembro que estávamos no vestiário do Old Trafford e meu telefone começou a vibrar. Keane ouviu as vibrações e ficou maluco tentando descobrir de quem era o telefone. Ele era assim", disse Piqué à FourFourTwo, em 2014.

Ele já se envolveu em polêmicas com Paul Pogba, em épocas de Manchester United, além de chamar Kyle Walker, do Man City, de "idiota", em uma transmissão de partida da Premier League.

Quando era técnico interino da Irlanda, ele brigou com dois jogadores que estavam sem treinar por conta de lesão e disse "vocês são uma merda", para seus então comandados.

Após sua aposentadoria dos gramados, Keane já trabalhou como técnico de futebol e hoje atua como comentarista de uma emissora de televisão britânica.