Notícias Jogos
Copa do Mundo

Quem é Neuza Back, primeira árbitra brasileira a ser escolhida para uma Copa do Mundo?

16:31 BRT 12/12/2022
Neuza Inês Back, primeira árbitra brasileira em uma Copa do Mundo masculina, 2022
Pela primeira vez na história, a Fifa selecionou seis mulheres para atuarem na arbitragem da competição, entre elas Neuza Inês Back

A Copa do Mundo de 2022, no Qatar, tem seis árbitras mulheres escaladas, algo inédito na história da competição, conforme divulgou a Fifa. Entre as selecionadas, está a auxiliar brasileira Neuza Inês Back, de Santa Catarina, que, inclusive, está escalada para seu primeiro duelo: Costa Rica x Alemanha, na terceira rodada da fase de grupos.

Pela primeira vez na história da modalidade masculina, mulheres estarão na arbitragem na Copa do Mundo. Além de Neuza, a entidade escolheu as árbitras Stéphanie Frappart, da França, Salima Mukansanga, de Ruanda, e Yoshimi Yamashita, do Japão, e as auxiliares Karen Díaz Medina, do México, e Kathryn Nesbitt, dos Estados Unidos.

A estreia feminina na arbitragem da Copa do Mundo será no jogo entre Costa Rica x Alemanha, nesta quinta-feira (1), que terá o trio de campo todo composto por mulheres, algo inédito no Mundial masculino. Neuza Back estará como assistente ao lado da mexicana Karen Diaz Medina, enquanto a francesa Stéphanie Frappart será a árbitra principal.

Para a semifinal da competição entre Marrocos e França, a brasileira Neuza Back estará na sala do VAR ao lado de Drew Fischer, do Canadá, e Nicolas Gallo, da Colômbia.

O Brasil ainda tem Raphael Claus e Wilton Pereira Sampaio como representantes entre os 36 árbitros escolhidos pela Fifa para apitar na Copa do Mundo. Abaixo, a GOAL destaca quem é Neuza Inês Back.

Quem é Neuza Inês Back, primeira árbitra brasileira em uma Copa do Mundo?

Aos 37 anos, Neuza Back é considerada uma das principais assistentes de arbitragem do futebol brasileiro, com mais de 100 partidas apitadas no Campeonato Brasileiro da Série A, além de jogos da Copa do Brasil e da Copa Libertadores.

Natural de Saudades, em Santa Catarina, Neuza é graduada em Educação Física, área em que atua em Jundiaí, onde mora atualmente. Na arbitragem, ela ganhou tanto destaque que conseguiu entrar no quadro de árbitros Fifa do Brasil, participando de partidas principalmente ao lado de Edina Alves Batista.

Durante sua carreira, e enquanto árbitra da Fifa - maior patente concedida a um árbitro de futebol - Neuza participou das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, e de Tóquio 2020, no Japão. Além disso, ela foi assistente na Copa do Mundo feminina, em 2019, além de ter participado do Mundial de Clubes masculino de 2020, no Qatar.

Nesta temporada, Neuza esteve presente em jogos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro masculino e também na primeira divisão do feminino, como árbitra assistente. Agora, ela quebra mais uma barreira ao representar as mulheres e o Brasil na Copa do Mundo masculina.