Notícias Placares ao vivo
Campeonato Gaúcho

Pressão e desconfiança: o clima para o Gre-Nal do final de semana

11:59 BRT 25/02/2022
Grêmio Internacional final Gaúcho 23 05 2021
Elencos não vivem melhor momento e tentam recuperação; clássico deste sábado pode ser o único da temporada

Grêmio e Internacional voltam a medir forças no clássico deste sábado (26), que será disputado no Estádio Beira-Rio. Será o primeiro Gre-Nal da temporada 2022 e pode, também, ser o único, já que um próximo enfrentamento no Campeonato Gaúcho vai depender da classificação para a fase semifinal, assim como para a Copa do Brasil. Já no Campeonato Brasileiro, com o Grêmio na segunda divisão, não ocorre o confronto.

O momento vivido pelos dois times é semelhante: Grêmio e Inter chegam para o clássico rodeados de desconfiança e pressão. No lado Tricolor, mesmo sendo o líder da fase classificatória, a direção decidiu trocar o técnico Vagner Mancini por Roger Machado, com o objetivo de fazer com que o time apresentasse um futebol mais vistoso e competitivo.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Roger está, aproximadamente, a 15 dias treinando o Grêmio e já conseguiu mostrar uma evolução na atuação do time, na vitória por 4 a 0 contra o São Luiz, na última rodada do Gauchão.

O que também pesa a favor de Roger Machado é que, para ele, o Gre-Nal não é novidade, tendo disputado o clássico como jogador e como treinador do Grêmio, e seu retrospecto é de mais vitórias do que derrotas.

"Estou chegando agora e preciso trabalhar e conhecer os meus atletas. Como vou preservar alguém? Se eu disser isto vão tirar o meu rim. Clássico é clássico”, disse Roger Machado, quando questionado sobre preservar jogadores no Gre-Nal, visando o jogo contra o Mirassol, na terça-feira (01), pela Copa do Brasil

O treinador terá duas ausências importantes: o atacante Ferreira e o meia Benitez, os dois entregues ao departamento médico. Por outro lado, o atacante colombiano Campaz está recuperado e volta a ficar à disposição.

O Grêmio deverá estar formado para o clássico com: Gabriel Grando, Orejuela, Bruno Alves e Nicolas; Lucas Silva, Villasanti, Gabriel Silva e Rildo; Campaz e Diego Souza.

Já no lado colorado, a pressão e a desconfiança em relação ao trabalho do técnico Alexander Medina aumentam a cada dia. O treinador uruguaio já comandou o Inter em oito partidas, com três vitórias, três empates e duas derrotas. O time ainda não encontrou um equilíbrio e vem sofrendo muitos gols, a defesa foi vazada nove vezes, média de um gol por jogo.

A pressão em relação ao trabalho de Alexander Medina não vem só das arquibancadas do Beira-Rio, muitos conselheiros que apoiam a gestão do presidente Alessandro Barcellos estão cobrando por mudanças, alegando que com um mês de trabalho o time já deveria estar em outro patamar de atuação.

“A pressão sempre existe no futebol, e todos nós temos esta pressão de jogar pela camisa do Inter, temos este privilégio e como tal vamos assumir esta responsabilidade e vamos pensar em melhorar e ganhar, esta é a nossa mentalidade. Sei o que é jogar um Gre-Nal, aqui se vive com muita paixão e participar de um Gre-Nal não é para qualquer um. Temos a oportunidade de trocar a imagem, fazer um bom Gre-Nal e ganhar o jogo”, disse Alexander Medina, após a derrota para o São José, na última rodada do estadual.

Medina terá o reforço de Fabrício Bustos, lateral direito argentino que estava no Independiente-ARG. O time colorado pode ir encaminhado com: Daniel, Bustos, Kaique Rocha, Cuesta e Moisés; Gabriel, Johnny, Edenilson e Taison; David e Wesley Moraes.