O que acontece com Rafael Ramos após a denúncia por racismo

Rafael Ramos, Corinthians, 2022
Getty Images
Lateral português do Corinthians foi preso pela polícia por injúria racial, mas pagou a fiança

No último sábado (14), o empate por 2 a 2 entre Internacional e Corinthians, pelo Brasileirão, acabou deixando o resultado como segundo plano. Isso porque o atleta Edenílson, do Inter, acusou o português Rafael Ramos de injúria racial. Após a partida, o gajo foi preso, mas liberado após pagar fiança de R$ 10 mil.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Quando o jogo estava nos 30 minutos da segunda etapa, Edenílson falou ao árbitro que o lateral corintiano o tinha chamado de "macaco". A partida ficou paralisada por alguns minutos, mas depois seguiu normalmente. Poucos minutos após a denúncia, o lusitano foi substituído por Vítor Pereira.

Ao final do duelo, Ramos foi detido pela Polícia Militar, mas foi liberado após pagamento de fiança.

O lateral português foi às suas redes sociais para refutar a acusação.

Mais artigos abaixo

Corinthians e Inter também se pronunciaram nas redes sociais e condenaram atos racistas. O Timão mostrou confiança no depoimento do jogador, enquanto o Inter saiu em defesa de Edenílson.

Ainda não há provas concretas para tirar a dúvida sobre o que Ramos teria falado. Nas redes sociais especula-se que ele teria dito "malaco", enquanto outras fontes informam que o falado teria sido "mano, caralho", e outras ainda "foda-se, caralho". Nenhum dos vídeos disponibilizados até o momento serve para tirar uma conclusão concreta.

Após o pagamento da fiança, Rafael Ramos deve responder ao caso em liberdade. Ainda não se sabe o impacto que esse caso terá nas escalações de Vítor Pereira a respeito de seu compatriota.

Fechar