Messi leva Argentina à final da Copa do Mundo respondendo a cada crítica já feita contra ele

Lionel Messi Argentina World Cup 2022
Getty
O camisa 10 tem protagonizado exibições decisivas e sublimes no caminho que levou os argentinos à final do Mundial do Qatar

Lionel Messi faz, no Qatar, a Copa do Mundo de sua vida. Em sua quinta e última tentativa, o camisa 10 decide, jogo após jogo, como nunca havia feito antes representando seu país. E volta a levar a Argentina a uma final. Um dos melhores de todos os tempos, nem sempre foi assim para Messi, que durante a maior parte de sua carreira sofreu diversas críticas pelo que fazia e pelo que não fazia pela seleção argentina. Agora em 2022 ele vai respondendo, de forma encantadora, a cada uma delas.

Se antes diziam que Messi não conseguia, pela seleção argentina, jogar no mesmo nível que no seu clube, o camisa 10 viu a situação se inverter -- primeiro em meio à crise do Barcelona e depois, a partir de 2021, após sua chegada ao PSG. De uns tempos pra cá, Messi joga o seu melhor futebol justamente com a Albiceleste.

Mais artigos abaixo

Até mesmo a sua personalidade, antes quieta e introspectiva, mudou. Tivemos um Messi até a Copa América de 2019, e outro após a eliminação para o Brasil nas semifinais daquele torneio. O camisa 10 passou a fazer a sua voz ser notada, seja através de críticas direcionadas à árbitros e entidades esportivas, ou até fazendo provocações. Uma versão mais Maradoniana de Lionel. Acima de tudo, mais argentina.

Quando falamos especificamente de Copa do Mundo, o sonho maior, as críticas em relação ao desempenho de Messi eram focadas no que ele deixava de fazer a partir do mata-mata. Pois no Qatar o camisa 10 fez gols em todos os jogos a partir das oitavas de final: balançou as redes da Austrália, fez gol e deu uma assistência inacreditável nas quartas contra a Holanda e repetiu o feito na semifinal diante da Croácia. Uma exibição sublime diante dos croatas. Messi chega à sua segunda final como grande craque do torneio até aqui.

Faltava protagonismo a Messi com a seleção argentina? Qualquer resto deste argumento tem sido dilacerado. Messi passou a ser, com 11 tentos, o maior artilheiro de seu país em Copas do Mundo. Com nove passes para gol, superou o recorde de Maradona no torneio.

Em sua melhor Copa do Mundo, dono de cinco gols e três assistências, Messi foi respondendo, no Qatar, a cada uma das críticas já feitas contra ele enquanto jogador da seleção argentina. Agora chega à final, a segunda de sua carreira, em busca da resposta maior e definitiva: o título mundial, a taça que falta em sua prateleira e que pode adicionar a camada mais importante de exaltação à sua história no futebol.

Fechar