Notícias Placares ao vivo
Mundial de Clubes FIFA

Mbappé e Lewandowski reforçam coro contra Copa do Mundo a cada dois anos

11:08 BRT 28/12/2021
Kylian Mbappé, Lewandowski, Copa do Mundo
Jogadores relembram calendário lotado, e francês coloca: "Se você quer ter qualidade, você tem que permitir que os jogadores descansem”

Após propostas de transformar a Copa do Mundo em bienal, ao invés de a cada quatro anos, como comumente realizada, jogadores como Mbappé e Lewandowski se manifestaram contra a ideia e relatam o já apertado calendário de jogos.

O astro polonês relatou a dificuldade de um jogador que participa de tantos torneios ter ainda mais duelos para disputar como seria se houvesse o dobro de Copas do Mundo: "É fisicamente e mentalmente impossível. Já temos tantos jogos todos os anos, tantas semanas difíceis - não apenas os jogos em si, mas também as muitas semanas de preparação."

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Kylian Mbappé afirma apoio a Lewandowski e reforça: "Concordo com Robert. Já temos 60 jogos por ano e muitas competições. Ficamos felizes em jogar, mas quando é demais, é demais. Se você quer ter qualidade, você tem que permitir que os jogadores descansem ”. Por outro lado, Arsene Wenger, ex-técnico do Arsenal, revela estar ao lado da ideia de Copa do Mundo a cada dois anos, de forma que as seleções de fora da Europa teriam seu nível melhorado e aumentado caso jogassem entre si em mais oportunidades.

Para influenciar ainda mais nas decisões, duas das maiores federações futebolísticas do mundo, a Uefa e a Conmebol também declaram discordar da proposta, já que conversavam em uma nova Nations League que somaria os países europeus e sul-americanos, ideia que seria atrapalhada pela Copa do Mundo, caso esta fosse mais frequente. Além disso, a Copa América e a Eurocopa se tornariam competições desvalorizadas, ficando em segundo plano pela presença do torneio intercontinental de dois em dois anos.

Ainda não houve decisão tomada nem pela Fifa, em relação ao aumento de Copas do Mundo, nem por Uefa e Conmebol, sobre a junção das seleções na Nations League.