Notícias Placares ao vivo
NXGN

Fabio Carvalho: o jovem do Fulham que desperta interesse de gigantes da Europa

09:45 BRT 31/01/2022
Fabio Carvalho NXGN GFX
Além de Real Madrid, Barcelona e Chelsea, por exemplo, o atleta está ligado principalmente ao Liverpool, clube que oferece R$ 36 milhões pelo jogador

Durante a visita do Fulham a Stamford Bridge em maio de 2021, na qual a equipe de Scott Parker - a um jogo do rebaixamento - estava perdendo por 2 a 0 para o Chelsea, havia uma expectativa entre os torcedores de que um jovem meio-campista revelado na base iria jogar pela primeira vez.

Quando a placa de substituição foi levantada aos 33 minutos do segundo tempo, no entanto, não foi o número 55 de Faustino Anjorin do Chelsea - um talento raro que tinha cavado minutos no time titular - que foi exibido como o esperado.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Em vez disso, era o número 48 do menos conhecido Fabio Carvalho, de 19 anos, do Fulham, que estreou no campeonato e, atualmente, desperta o interesse do Liverpool, este que procura fazer um acordo com o atual clube do atleta por 5 milhões de libras (R$ 36 milhões, aproximadamente).

Caso se concretize, a contratação do jovem poderá fazer parte de um grande projeto de junção de promessas, ao lado de outro grande jogador cheio de expectativas que também pode ser ligado aos Reds, o atacante colombiano Luis Díaz.

Depois que o rebaixamento do Fulham foi confirmado na semana seguinte, com uma derrota por 2 a 0 para o Burnley. A equipe comandada por Scott Parker na época mostrou que acredita na habilidade e potencial de Carvalho, começando com ele nos últimos três jogos da temporada.

Um primeiro gol bem marcado contra o Southampton e uma exibição incansável contra o Newcastle no último dia certamente justificaram essa fé, que então colocou uma questão importante: será que Carvalho seria confiável para estar na equipe na segunda divisão na próxima temporada?

Essa pergunta foi respondida com um sim enfático pelo novo treinador Marco Silva.

Antes de sofrer uma lesão no pé que o afastaria por nove semanas, Carvalho marcou três gols e uma assistência nos primeiros cinco jogos da temporada 2021/22, todos ele como titular. Ele então balançou a rede mais uma vez em seu retorno ao time titular contra o Barnsley, ainda em novembro.

A formação 4-2-3-1 de Marco Silva é, até certo ponto, construída em torno de Carvalho, que agora com 19 anos tem liberdade para jogar como camisa 10.

Isso dá a capacidade de ir onde quiser - como é típico para a posição, sua presença nas entrelinhas é particularmente valiosa para o acesso do Fulham -, mas o jovem é muito inteligente e assume diferentes posições ao longo dos jogos, ocupando de forma inteligente a última linha para mergulhar a fundo na construção do jogo.

Jogador da base da seleção inglesa até o sub-18, Carvalho nasceu em Lisboa e frequentou a base do Benfica entre os 8 e 11 anos, antes de sua família se mudar para Londres.

Conheça os maiores jovens talentos do futebol no NXGN:

Ele chegou na base do Fulham em 2014 e assinou seu primeiro contrato profissional em maio de 2020, mas já estava fazendo barulho em Londres muito antes disso, tendo entrado no time sub-18 do Fulham aos 15 anos.

Depois de passar três anos oscilando entre esse nível e o sub-23, a última campanha de Carvalho nas categorias de base da Premier League 2 foi particularmente dominante, pois ele retornou 19 contribuições diretas de gols em apenas 13 partidas - proporcionando um gol ou assistência a cada 60 minutos antes de ganhar a primeira chance na equipe principal no final da temporada.

Fora do campo, Carvalho é considerado uma personalidade muito determinada, descrita como "dedicada ao aperfeiçoamento" pelo diretor das categorias de base do Fulham, Huw Jennings.

“Nos próximos anos, (ele quer) competir pela Bola de Ouro. Você tem que mirar alto”, acrescentou Jennings.

O prêmio de Jovem Jogador do Mês da EFL, em agosto, pode estar um pouco distante dessas ambições elevadas, mas a habilidade de Carvalho em campo significa que ele está indo na direção certa.

Tão perigoso como artilheiro quanto criador, a confiança e a compostura do adolescente com a bola ganha destaca instantaneamente.

A questão de como avançar a bola para a frente está sempre em primeiro lugar em seus pensamentos, mas este desejo de adicionar constantemente valor progressivo não impede a retenção da bola; principalmente considerando sua tão pouca idade, sua tomada de decisão é perfeitamente pensada e ele não força a questão quando está com a bola.

Ele frequentemente vai até o goleiro para pegar a bola até os pés durante a fase de construção de jogo e possui uma valiosa habilidade com a bola nessas situações - seu comportamento relaxado atrai defensores em sua direção, mesmo quando não está em uma posição perigosa, e ele evita a pressão sem esforço, com combinações de passes inteligentes ou dribles.

No entanto, não é apenas sua habilidade em áreas mais profundas que ganha destaque. Sua combinação de agilidade e excelente controle de bola, juntamente com uma base técnica sólida, torna-se uma presença ameaçadora no terço final do campo.

Carvalho também mostrou uma aptidão de Frank Lampard para corridas do meio-campo até a área, o que lhe permitiu entrar em boas posições para marcar gols.

É claro, que por apenas suas 17 partidas na equipe principal, as perspectivas de Carvalho superam em muito o que ele pode alcançar no Fulham. Ele parece já estar ciente disso também, conforme ilustrado por sua aparente relutância em assinar um novo contrato quando seu contrato atual entra nos últimos meses.

Isso gerou rumores que o ligam a nomes como Real Madrid, Barcelona e Chelsea, além do Liverpool, mas há mais times nesta situação do que parece.

O acordo existente de Carvalho está definido para expirar em janeiro, e ele não está nem mesmo disposto a considerar a assinatura de uma extensão com o Fulham agora até que sua nova equipe de empresários esteja totalmente organizada e em vigor.

Ele está sendo perseguido por Jorge Mendes, empresario de Cristiano Ronaldo, que vai querer transferi-lo para o Liverpool e, como era de se esperar, o técnico do Fulham, Marco Silva, “não está feliz com a situação”.

“Eu realmente espero que (agentes de Carvalho) estejam cuidando (dele), não apenas por enquanto, não apenas para fazer um grande contrato, mas sobre o menino Fábio Carvalho”, disse o ex-treinador do Everton quando questionado sobre perder um dos melhores jovens talentos do clube.

Há muito a se pensar no que Carvalho seria melhor aconselhado a fazer nesta situação. Resta uma grande parte da temporada atual, e o modo como ele se sai, tanto em termos de minutos quanto de desempenho, provavelmente ditará as opções que estarão disponíveis para ele no próximo verão.

Haverá, no entanto, pelo menos uma decisão básica para ele fazer: se vai deixar ou ficar no Fulham.

Se a equipe de Silva retornar à Premier League - o que parece provável, dada a forma como tem jogado até o momento -, a permanência representaria, por si só, um aumento na qualidade de Carvalho. Existe um argumento que uma segunda temporada no time seria benéfica para o Fulham e para o jogador

Porém, o que Carvalho pode mais desejar - e compreensivelmente - é um aumento da qualidade dos seus companheiros, para que possa tentar subir de nível e igualar-se a eles. Para isso, ele teria que mudar de clube e, claro, é improvável que ele fique sem opções.

Mas ele terá que considerar sua escolha de clube com muito cuidado. Por exemplo, o Liverpool não deve ser a melhor opção, já que jogar sem a bola bola é a área de jogo de Carvalho que precisa ser melhorada.

O que não resta dúvida, porém, é quanto potencial ele tem para crescer. Aqueles que o viram estrear na Premier League no Stamford Bridge, em maio, podem muito bem ter visto o surgimento de uma futura estrela do futebol.