"Esquecido" no Palmeiras, Scarpa recebe sondagens e pode deixar o clube

Segunda divisão espanhola pode ser o destino do meia, que ficou no "fim da fila"por uma vaga no time de Luxemburgo

Além do atacante Dudu, que está muito perto de acertar sua saída para o Al Duhail, do Catar, o Palmeiras pode perder o meia Gustavo Scarpa antes da retomada do futebol no Brasil. No fim da fila de preferência entre os jogadores da sua posição, ele recebeu algumas sondagens nos últimos dias.

Quer ver jogos ao vivo ou quano quiser? Clique aqui e teste o DAZN por um mês grátis!

A informação foi publicada inicialmente no blog do jornalista Danilo Lavieri, no UOL, e confirmada pela Goal. Duas fontes ouvidas pela reportagem apontam o Almería, que quase contratou o jogador no começo do ano, como o destino preferido pelo atleta.

A equipe atualmente disputa a segunda divisão local e está brigando por uma vaga direta ou no playoff para retornar à primeira divisão espanhola. O palmeirense seria uma contratação de impacto na tentativa de se manter relevante no país.

Scarpa, por sua vez, entraria em um grande mercado europeu e, aos 26 anos, conseguiria a primeira experiência fora do país. Além disso, poderia ganhar um espaço praticamente perdido no Palmeiras, onde acabou no "fim da fila" desde o começo deste ano.

Poupado na pré-temporada justamente por causa do interesse do Almería, Scarpa ficou atrás tanto na disputa entre os meias, atuando menos do que Lucas Lima e Raphael Veiga, quanto entre os pontas, com jovens da base e Rony recebendo espaço no time.

Um fator que poderia mudar o cenário é justamente a saída de Dudu, mas não colocaria Scarpa na briga pela titularidade. O mais provável é que ele siga apenas como opção mesmo sem o camisa 7 no elenco.

Mais artigos abaixo

Ao todo, Scarpa atuou em 73 jogos pelo Palmeiras, mas foi reserva em mais de um terço deles (27 duelos). Seu principal momento foi na Copa Libertadores do ano passado, quando anotou seis gols em oito jogos disputados, terminando como o artilheiro da equipe.

O jogador, por sinal, "perdeu" quatro meses de Palmeiras devido ao imbróglio envolvendo sua saída do Fluminense, em 2018. Visto como um dos achados da era Crefisa, porém, nunca se estabeleceu como um dos principais jogadores da equipe.

Fechar