Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

Criadores da Liga do Brasil reprovam contraproposta, mas prometem diálogo

11:47 BRT 10/05/2022
Taça Troféu Campeonato Brasileiro Brasileirão 2018
Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos e São Paulo não gostaram de contraproposta, mas topam abrir diálogo sobre novos moldes

A contraproposta apresentada por 23 clubes nessa segunda-feira (9) não foi bem aceita pelos criadores da Liga do Brasil (Libra) — Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos e São Paulo. Embora tenha reprovado os novos moldes, o grupo se coloca à disposição para um diálogo sobre o tema nos próximos dias, conforme apurado pela GOAL.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Mesmo que estejam dispostos a discutir os anseios dos demais, os criadores da Libra creem que a ausência de gigantes esvazia o movimento dos dissidentes — Athletico-PR e Fluminense entre os clubes considerados grandes. Há 11 integrantes da Série A e 12 da Série B. A lista é composta por clube com menor representatividade no país.

Atlético-MG, Botafogo, Grêmio, Internacional e Vasco, que não haviam assinado inicialmente o documento para a criação da Liga do Brasil, ficaram fora do grupo de dissidentes, que cobra modificações na forma de divisão de cotas. Eles sinalizam com a aprovação da primeira proposta feita por Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Red Bull Bragantino, Santos e São Paulo.

Em que pese a tentativa de esvaziar o movimento, os clubes estão dispostos a escutar os 23 dissidentes. As principais reclamações são por causa da divisão de cotas. De acordo com o documento assinado na última terça-feira (3), em reunião ocorrida em São Paulo, os valores seriam distribuídos da seguinte forma: 40% igualitário, 30% por performance e 30% por engajamento.

Na contraproposta assinada pelos 23 clubes, as solicitações são as seguintes: (i) Divisão de receita de 50% igualitário, 25% performance e 25% comercial, com parâmetros objetivos e mensuráveis; (ii) Diferença de receita entre maior e menor clube tendo como alvo o limite de 1.6 ao longo do tempo (referência Premier League), com o teto de 3.5 a partir do primeiro ano; (iii) Compromisso de que a Série B receba 20% dos recursos de venda de direitos de transmissão.

Haverá uma reunião dos 23 dissidentes na próxima segunda-feira (16) com o intuito de discutir a situação. O grupo fez um boicote à reunião que ocorreria nesta quinta-feira (12) na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para oficializar a criação da Liga do Brasil.

Há conversas constantes, mesmo que não sejam em reuniões, para discutir os moldes da liga independente do futebol nacional.