Notícias Placares ao vivo
Corinthians

Corinthians tem pior desempenho em clássicos em mais de 60 anos

16:03 BRT 24/04/2022
Gustavo Gómez Paulinho Palmeiras Corinthians Brasileirão 23 04 2022
O Timão vem sofrendo para obter bons resultados diante de seus rivais locais

Não faz muito tempo que o Corinthians era chamado de "rei dos clássicos". O time costumava crescer nos jogos diante de Palmeiras, São Paulo e Santos, especialmente atuando na Neo Química Arena. Mas essa escrita não vem sendo mais verdadeira.

A sequência atual do Timão em clássicos é a pior em mais de 60 anos, segundo dados levantados pelo portal Meu Timão. São cinco jogos consecutivos onde o clube saiu derrotado - por mais que quatro dessas partidas tenham acontecido fora de seus domínios.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O primeiro jogo da sequência foi o duelo que marcou a saída de Sylvinho, uma derrota por 2 a 1 contra o Santos, de virada. Foi a única das partidas que aconteceu dentro da Arena.

São Paulo, por 1 a 0, e Palmeiras, por 2 a 1, derrotaram o Corinthians pela fase de grupos do Paulistão. O jogo no Morumbi foi a estreia do treinador português Vítor Pereira, que ainda não pontuou em clássicos.

Nas semifinais do Paulista, o Tricolor foi o algoz, tendo vencido por 2 a 1 na partida que ficou marcada por falha de Jandrei. Já o Palmeiras não teve dificuldades para vencer por 3 a 0 no primeiro clássico da equipe no Brasileirão, em confronto disputado em Barueri.

Confira os jogos:

  • Corinthians 1 x 2 Santos (02/02/2022) - Campeonato Paulista
  • São Paulo 1 x 0 Corinthians (05/03/2022) - Campeonato Paulista
  • Palmeiras 2 x 1 Corinthians (17/03/2022) - Campeonato Paulista
  • São Paulo 2 x 1 Corinthians (27/03/2022) - Semifinais do Campeonato Paulista
  • Palmeiras 3 x 0 Corinthians (23/04/2022) - Brasileirão

A última vez em que o Corinthians teve uma sequência tão ruim em jogos contra seus rivais aconteceu no ano de 1959. Na época, o time perdeu os mesmos cinco jogos entre os meses de agosto e dezembro, com direito a goleada por 4 a 0 diante do São Paulo e 4 a 1 contra o Santos de Pelé.