Notícias Jogos
Vencedores & perdedores

Os vencedores e perdedores de 2022

14:27 BRT 31/12/2022
Messi Ronaldo Mbappe Salt Bae 2022 GFX
A GOAL faz uma retrospectiva de um ano louco de futebol que produziu alegria, decepção e debate sem fim

Anos de Copa do Mundo são sempre especiais e 2022 não foi diferente. O maior torneio do futebol trouxe consigo muita qualidade, e polêmicas na mesma medida.

No entanto, no cenário de clubes também não faltou drama, com o Real Madrid conseguindo uma sequência de milagres em seu caminho para a conquista da Liga dos Campeões contra o Liverpool em maio.

Assim, enquanto nos preparamos para nos despedir de 2022, a GOAL relembra um ano verdadeiramente marcante para o futebol.

  • messi5

    VENCEDOR: Lionel Messi

    Bem, ele finalmente conseguiu. Lionel Messi finalmente colocou as mãos na Copa do Mundo, o único troféu que estava faltando, a única omissão flagrante de seu impressionante currículo.

    O mais notável sobre o papel fundamental que Messi desempenhou no triunfo da Argentina no Qatar 2022 (sete gols, três assistências) é que ele não foi bem durante o primeiro semestre do ano. Jerome Rothen até o chamou de "fraude" após a eliminação do Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões no Santiago Bernabéu em março.

    Messi não foi tão ruim assim, mas até ele admitiu que teve um desempenho inferior em sua primeira temporada na França, por vários motivos, incluindo um surto de Covid-19 do qual teve dificuldade em se recuperar.

    Consequentemente, ele voltou para a pré-temporada com uma mentalidade totalmente nova e o verdadeiro Messi voltou. Aos 35 anos de idade, o que é simplesmente ridículo.

    Com suas atuações sensacionais na Copa do Mundo (tornou-se o primeiro jogador a marcar na fase de grupos, nas oitavas de final, nas quartas de final, nas semifinais e na final), ele acabou com o debate Ronaldo x Messi de uma vez por todas.

    Agora, a única questão é se você o coloca acima de Pelé e Diego Maradona. Mas Messi não vai se importar com isso. Ele completou o futebol.

  • 20221218 Cristiano Ronaldo

    PERDEDOR: Cristiano Ronaldo

    Raramente uma superestrela sofreu uma queda tão dramática e rápida.

    O tempo alcança todos nós, claro, não há vergonha nisso. No entanto, a forma como Cristiano Ronaldo lidou com a sua saída do Manchester United e reagiu à sua despromoção para o banco de Portugal foi constrangedora, sobretudo vindo de um homem de 37 anos que é um ídolo para milhões de crianças em todo o mundo.

    A entrevista de Piers Morgan foi particularmente patética. Uma coisa foi atacar os Glazers, que são desprezados pela maioria dos torcedores do United. Mas a forma como ele questionou publicamente o caráter de seus jovens companheiros foi particularmente indigna.

    Foi uma maneira triste e totalmente desnecessária de pôr fim ao seu caso de amor em Old Trafford. A torcida ficou arrasada, mas compreensiva, com a saída de Ronaldo para o Real Madrid em 2009. Desta vez, a alegria foi ver a saída de um ex-ídolo.

  • Rafael Leao Stefano Pioli Milan

    VENCEDOR: Milan

    O Milan está oficialmente de volta entre os 16 melhores clubes da Europa, o que é uma conquista incrível para um clube que enfrentava um futuro incerto há apenas quatro anos.

    Ninguém sabia ao certo o que iria acontecer quando o grupo de investimentos de Li Yonghong deixasse de pagar seus empréstimos e fosse, portanto, forçado a entregar o controle à Elliott Management Corporation.

    Felizmente, a empresa americana estabilizou o que parecia ser um navio afundando e, depois de alguns erros - principalmente a nomeação de Marco Giampaolo como técnico - Paolo Maldini provou ser tão hábil e inteligente na caixa de diretores quanto já foi em campo, fazendo uma excelente contratação após a outra.

    A nomeação de Stefano Pioli foi fundamental, no entanto. O técnico foi inicialmente contratado apenas como interino, mas conseguiu o cargo de forma permanente após supervisionar uma reviravolta notável, o que levou Ivan Gazidis a abandonar seus planos de entregar o controle do clube a Ralf Rangnick.

    O Milan simplesmente não olhou para trás, mostrando uma coragem impressionante para vencer a Inter pelo título de 2021-22 e encerrar uma seca de 11 anos do Scudetto. Então, para completar, Pioli levou os ressurgentes rossoneri à fase eliminatória da Liga dos Campeões pela primeira vez desde 2014.

    Um gigante adormecido foi bem e verdadeiramente acordado.

  • Mohamed Salah Thibaut Courtois Liverpool Real Madrid Champions League 2021

    PERDEDOR: Mohamed Salah

    O egípcio não teve um ano ruim pela maioria das métricas. No entanto, ele sofreu uma série de derrotas devastadoras.

    A nível internacional, Salah sofreu duas vezes desgosto nos pênaltis, com o Egito derrotado na cobrança de pênaltis pelo Senegal na final da Copa das Nações Africanas e no play-off do Qatar 2022, o que significa que o ala pode nunca mais ter outra chance de jogar em uma Copa do Mundo. .

    Enquanto isso, pelo clube, Salah não conseguiu acertar as contas com o Real Madrid e até foi ridicularizado por Luka Modric após a infeliz derrota do Liverpool por 1 x 0 para o Los Blancos na final da Liga dos Campeões da última temporada.

    Desta vez, no ano passado, Salah estava na disputa pela Bola de Ouro. Agora, ele provavelmente mal pode esperar pelo fim de 2022.

  • Ancelotti Real Madrid title celebrations 2022

    VENCEDOR: Carlo Ancelotti

    É facilmente uma das melhores imagens de 2022: Carlo Ancelotti usando óculos escuros e fumando um charuto cercado por seus ​​jogadores durante as comemorações da dupla vitória do Real Madrid.

    Don Carlo tinha feito isso de novo. Menos de um ano depois de voltar para uma segunda passagem pelo Santiago Bernabéu (vindo do Everton, o que ainda parece inacreditável), o italiano conquistou a Liga dos Campeões pela quarta vez como técnico.

    No entanto, vencer a La Liga foi sem dúvida uma conquista ainda maior para Ancelotti, que há muito é erroneamente considerado um especialista em copas.

    No entanto, o triunfo do título do Madrid em 2021-22 viu Ancelotti se tornar o primeiro homem na história do futebol a vencer todas as cinco principais ligas da Europa.

    Aos 63 anos, Ancelotti está finalmente recebendo todo o crédito que merece como um dos melhores treinadores que o esporte já viu.

  • John Elkann Andrea Agnelli Juventus

    PERDEDOR: Andrea Agnelli

    Há pouco mais de um ano, Andrea Agnelli era um dos homens mais poderosos do futebol. O italiano foi presidente da Juventus e chefe da European Club Association (ECA).

    No entanto, a reputação de Agnelli como um dos administradores mais astutos do futebol foi deixada após sua decisão imprudente de apoiar a criação de uma Super Liga Europeia (ESL). Ele arruinou seu relacionamento com o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, que rotulou Agnelli de "cobra" e queimou pontes com vários de seus colegas da Serie A.

    Ainda assim, pelo menos ele ainda tinha o cargo principal em Turim. Não mais, no entanto.

    As decisões esportivas de Agnelli já estavam sendo questionadas, principalmente por causa de sua recontratação de Massimiliano Allegri, quando ele e todos os membros do conselho da Juve renunciaram por causa de uma investigação em andamento sobre contabilidade falsa e manipulação de mercado.

    Ainda não se sabe que ação Agnelli e outros poderiam enfrentar, mas o que podemos dizer é que esta é uma das quedas mais espetaculares que o futebol já viu.

    Agnelli ajudou a reconstruir os Bianconeri após o Calciopoli, lançando as bases para uma era de sucesso sem precedentes na Serie A, mas partiu em baixa. Impressionante.

  • Julian Alvarez Erling Haaland Manchester City 2022-23

    VENCEDOR: Setor ofensivo do Manchester City

    Nenhum clube do mundo tem uma dupla melhor de jovens atacantes do que o Manchester City.

    Sabíamos, é claro, que Erling Haaland era um fenômeno. O norueguês vinha destruindo a Bundesliga por alguns anos no Borussia Dortmund antes de chegar à Inglaterra, então não foi totalmente surpreendente vê-lo se rebelar na Premier League.

    A verdadeira surpresa, no entanto, foi Julian Alvarez, que partiu para o Qatar como reserva do clube e da seleção, mas voltou ao Etihad com a medalha de campeão da Copa do Mundo depois de desempenhar um papel fundamental na vitória da Argentina.

    De fato, o jogador de 22 anos provou ser uma das estrelas do torneio depois de começar no banco, como substituto de Lautaro Martinez.

    O único problema de Pep Guardiola agora é manter Alvarez feliz, já que ele mostrou que merece jogar regularmente pelo clube. No entanto, dado o ritmo, mobilidade e versatilidade do jogador revelado pelo River Plate, não há razão para que ele não possa jogar regularmente ao lado de Haaland durante a segunda metade da temporada, o que é uma perspectiva assustadora para todos os rivais do City.

  • Thomas Tuchel

    PERDEDOR: Thomas Tuchel

    O surpreendente sobre o mandato de Thomas Tuchel no Chelsea é a rapidez com que tudo se desenrolou.

    Em fevereiro, o alemão estava sendo parabenizado por Roman Abramovich por conquistar o único troféu que faltava ao reinado do russo em Stamford Bridge: o Mundial de Clubes. No entanto, a mudança forçada de comando dos Blues provou ser fundamental.

    Tuchel foi justamente elogiado pela maneira magistral e digna com que liderou o Chelsea nos períodos mais tumultuados da história do clube. Ele poderia até ter somado mais troféus se não fosse pelo Liverpool, que venceu o Chelsea nos pênaltis nas finais da Carabao Cup e da FA Cup, enquanto só foi destronado como campeão europeu após uma sensacional reviravolta do Real Madrid no Santiago Bernabéu.

    Ficou evidente desde o início, porém, que Tuchel não concordava com o sucessor de Abramovich, Todd Boehly, com a dupla entrando em conflito sobre transferências e a decisão de demitir o consultor técnico Petr Cech e a diretora Marina Granovskaia.

    Tuchel não quis saber de uma proposta de transferência para Cristiano Ronaldo. Ele também não queria se envolver tanto no recrutamento de jogadores. Também houve problemas com alguns membros da equipe, então, quando o Chelsea teve um início inconsistente na nova temporada, Tuchel foi dispensado após apenas sete jogos.

    No discurso de despedida, agradeceu aos torcedores do clube e admitiu que esperava manter-se como treinador "por muitos anos". Ele dificilmente é o primeiro homem a sofrer uma demissão surpresa em Stamford Bridge, no entanto. Em última análise, quanto mais as coisas mudam no Chelsea, mais elas permanecem as mesmas.

  • mbappe

    VENCEDOR: Kylian Mbappé

    Se não fosse por Lionel Messi, Kylian Mbappé teria conquistado a segunda medalha de campeão mundial aos 23 anos, além da Bola de Ouro do torneio.

    Mbappé pelo menos venceu Messi na Chuteira de Ouro com seu hat-trick na final, mas a vitória da Argentina sobre a França significa que o atacante provavelmente também será derrotado pelo pódio da Bola de Ouro por seu companheiro de Paris Saint-Germain.

    No entanto, Mbappé deve olhar para o trabalho de seu ano com imenso orgulho. Em 2022, ele marcou 12 vezes em 13 partidas pela França e acumulou impressionantes 43 gols em 42 partidas pelo clube - mais do que qualquer outro jogador nas cinco principais ligas da Europa.

    Messi ainda pode ser o número 1 por enquanto, mas Mbappé logo assumirá. Ele é um GOAT em formação.

  • Neymar PSG Strasbourg Ligue 1 2022-23

    PERDEDOR: Neymar

    Nos últimos dois meses de 2022, Neymar lesionou-se, fez história com um gol sensacional, sofreu uma derrota dolorosa e foi expulso após receber o segundo cartão amarelo por simulação.

    Foi praticamente a carreira do atacante em poucas palavras, uma mistura hipnotizante de dor, prazer e encenação.

    Neymar continua sendo o entretenimento de bilheteria e ainda tem apenas 30 anos de idade. Ele tem tempo para se redimir, para aproveitar tardiamente seus muitos atributos. Mas todos realmente se perguntam se ele tem a força mental e física necessária para fazê-lo.

    O atacante do Paris Saint-Germain e do Brasil foi abençoado com um grande talento, mas também foi amaldiçoado com um corpo quebradiço. Além do mais, ele também é propenso a tomadas de decisão terríveis, dentro e fora do campo.

    Um dos maiores talentos do jogo costuma ser seu pior inimigo.

  • Joan Laporta Robert Lewandowski Barcelona

    PERDEDOR: Laporta e suas alavancas

    O Barcelona tem alguns dos melhores jogadores jovens do mundo. Eles também têm uma lenda do clube como treinador. Seus torcedores mais razoáveis ​​teriam dado a esse grupo tempo para crescer, se desenvolver e, eventualmente, restabelecer o Barça como uma grande potência no futebol europeu. Joan Laporta, porém, optou por uma abordagem diferente.

    O presidente basicamente fez uma aposta de 160 milhões de euros para que o Barça recuperasse seu lugar na mesa principal nesta temporada, embarcando em uma farra de gastos financiada por uma série de alavancas econômicas (ou seja, a venda de ativos do clube e receitas futuras).

    A aposta já saiu pela culatra, com a equipe não conseguindo passar do grupo da Liga dos Campeões.

    Laporta insiste que o clube pode sobreviver sem o prêmio em dinheiro da fase eliminatória que eles incluíram em seu orçamento anual, ao mesmo tempo em que admite que "não esperava estar nesta posição porque o secretário técnico e a comissão técnica colocaram juntos uma equipe muito competitiva".

    A pressão, então, aumentou sobre Xavi e seus jogadores. A boa notícia é que eles estão atualmente na liderança da La Liga, mas nada menos que o triunfo do título - e uma boa campanha na Liga Europa - aliviarão as preocupações financeiras do clube.

    Isso porque Laporta não tem muito mais alavancas para puxar.

  • Olivier Giroud France 2022 World Cup

    VENCEDOR: Olivier Giroud

    A final da Copa do Mundo de Olivier Giroud certamente não saiu conforme o planejado, com o atacante substituído antes do intervalo. Ele claramente não queria sair, mas Didier Deschamps, junto com todos os outros, podia ver que Giroud estava lutando contra a lesão que o colocara em dúvida para o jogo.

    Foi uma pena para o jogador de 36 anos, já que 2022 foi o ano em que ele provou, sem sombra de dúvida, que é um dos melhores centroavantes de sua geração.

    Além de ajudar o Milan a conquistar o primeiro título da Série A desde 2011, Giroud também se tornou o maior artilheiro da história da França durante uma excelente campanha no Qatar, que também o levou a marcar o gol da vitória nas quartas de final sobre a Inglaterra.

    Giroud diz que está "envelhecendo como um bom vinho" e ninguém ousaria discordar .

  • Romelu Lukaku Belgium

    PERDEDOR: Romelu Lukaku

    O ano novo não pode chegar em breve para Romelu Lukaku, já que 2022 foi seu ano infernal.

    Ele foi mais uma vez considerado um dos maiores fracassos da história do futebol depois de ter permissão para voltar ao Inter por empréstimo do Chelsea - menos de um ano depois que o Blues pagou ao time italiano 97 milhões de libras por seus serviços.

    A lesão o atrapalhou, já que alguns problemas musculares fizeram com que ele jogasse apenas cinco jogos antes de chegar ao Qatar para a Copa do Mundo de 2022.

    Lukaku claramente não estava certo, mas a disposição da Bélgica de arriscar na condição física de seu atacante talvez fosse compreensível. No entanto, tudo acabou em lágrimas, literalmente, com o atacante saindo chorando no ombro de Thierry Henry depois de perder uma sucessão de chances, uma pior que a outra, quando sua equipe precisava da vitória contra a Croácia.

    De fato, a imagem permanente do ano de Lukaku foi ele socando o banco de reservas por pura frustração após a eliminação da Bélgica na primeira fase no Qatar.

  • Wiegman Mead England Euro 2022

    VENCEDOR: Futebol Feminino

    O futebol feminino vem crescendo anualmente há algum tempo. Em 2022, porém, foi para outro nível.

    Em 30 de março, um recorde de 91.553 pessoas compareceram ao Camp Nou para um clássico da Liga dos Campeões entre Barcelona e Real Madrid. O Barça superou esse público menos de um mês depois, para a partida em casa da semifinal com o Wolfsburg.

    Então, em 31 de julho, o encontro da Inglaterra com a Alemanha em Wembley atraiu uma multidão de 87.192 pessoas - um recorde para qualquer final do Campeonato Europeu. A edição de 2022 também atraiu uma audiência ao vivo acumulada global projetada de 365 milhões, mais que o dobro da contagem do torneio de 2017.

    A crítica, então, pode falar o que quiser sobre o futebol feminino. Não importa. Porque os números falam por si. O futebol feminino está cada vez mais forte.

  • simeone

    PERDEDOR: Diego Simeone

    Diego Simeone fez um trabalho extraordinário no Atlético de Madrid. A campanha 2013-14 do clube, que viu os rojiblancos vencerem a La Liga e chegarem à final da Liga dos Campeões, deve figurar como uma das grandes conquistas do treinador, dada a qualidade do adversário e a diferença de recursos.

    No entanto, parece que o tempo de Simeone no Wanda Metropolitano está chegando ao fim.

    O Atleti já está fora da Liga dos Campeões desta temporada, não conseguindo sequer garantir uma vaga na Liga Europa depois de terminar em último lugar em um dos grupos mais fracos da competição, e não tem chances de vencer a La Liga. De fato, apenas terminar entre os quatro primeiros pode ser uma luta para o Atleti, que está em quinto e está lutando para jogar com qualquer tipo de consistência.

    A esperança é que a pausa na Copa do Mundo tenha permitido a Simeone apertar o botão do reset, enquanto a provável venda de João Félix e saída confirmada de Matheus Cunha devem arrecadar alguns recursos para fortalecer o elenco.

    Eles claramente precisam de uma ajuda porque, com o fim de 2022, a posição de El Cholo está sob séria ameaça pela primeira vez em uma década.

  • Musiala Bellingham Gavi GFX

    VENCEDOR: A nova geração

    Messi claramente ainda não terminou. Surpreendentemente, ele anunciou após a vitória da Argentina na Copa do Mundo que ainda não tem intenção de se afastar do futebol de seleções, enquanto também está prestes a estender sua permanência no Paris Saint-Germain, apesar de relatos anteriores de que ele estava indo para o Inter Miami.

    No entanto, está claro que a rivalidade Messi-Ronaldo que levou o jogo a novos patamares em termos de popularidade está chegando ao fim, e há muito temia-se que o que viria a seguir seria uma grande derrota. baixa.

    No entanto, não precisamos nos preocupar, porque os jovens realmente estão bem.

    Como já sabíamos, Mbappé e Haaland poderiam realmente quebrar vários recordes de Messi e Ronaldo, mas o que é ainda mais encorajador é o surgimento de tantas outras superestrelas em potencial.

    Como a Copa do Mundo ilustra de forma tão emocionante, o futebol está repleto de talentos fantásticos. Jamal Musiala é um driblador empolgante, Jude Bellingham é um jogador de futebol completo, Gavi e Pedri parecem um novo Xavi e Andres Iniesta, Vinicius Junior está dançando para chegar ao topo e Enzo Fernandez está se mostrando tão espetacular quanto Messi disse que seria.

    A próxima geração já está assumindo.

  • 20221220 Infantino Lionel Messi

    PERDEDOR: FIFA

    A Copa do Mundo de 2022 no Qatar provou ser previsivelmente divisiva. Houve todo tipo de reivindicações e contra-alegações quando o torneio foi envolto em hipocrisia e mentiras.

    No entanto, houve uma coisa que todos acabaram concordando: Salt Bae não deveria estar em campo para as comemorações pós-final da Argentina, muito menos para segurar o troféu da Copa do Mundo.

    A Fifa abriu uma investigação, mas, mais uma vez, muito tarde quando se trata do órgão regulador do jogo.

    A forma como Gianni Infantino e companhia conduziu todo o torneio foi caótica. Houve seu discurso de cair o queixo na véspera do jogo de abertura, a patética ameaça de sanções esportivas feita contra várias associações europeias de futebol por causa da campanha 'One Love' e a súbita percepção de que decidir introduzir grupos de três equipes na próxima A Copa do Mundo foi uma ideia desastrosa.

    Foi uma bagunça do início ao fim e reafirmou o que já sabíamos: que as pessoas que dirigem nosso jogo se preocupam mais com fama e fortuna do que com torcedores ou futebol.